Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 22 DE SETEMBRO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  22/09/2017   Multilog apresentou os diferenciais logísticos catarinenses para executivos alemães - Uma delegação com 13 executivos de Baden-Württember...     22/09/2017   Delegação Antes da Sucessão - Aos que me perguntam onde encontrei tempo para escrever 22 livros na carreira, respondo ter me ocupado dura...     22/09/2017   Contorno de Pelotas tem último mutirão conciliatório para obras de duplicação - A Justiça Federal do Rio Grande do Sul (JFRS) e o Departa...     22/09/2017   CCR AutoBAn apoia a 2ª AT Run, a corrida da Ateal - O evento esportivo beneficente, em prol da Ateal (Associação Terapêutica de Estimulaç...     22/09/2017   DetranRS estreia blitz volante em Mobilização Nacional da Operação Lei Seca nesta sexta - Nesta sexta-feira (22), quando órgãos de trânsi...     22/09/2017   Uber perde licença para operar em Londres - A companhia de transporte privado de passageiros Uber não poderá operar nas ruas de Londres a...     22/09/2017   CCR AutoBAn realiza intervenção no pavimento no trevo do km 98 da Via Anhanguera, em Campinas - Usuários devem ficar atentos à sinalização.     22/09/2017   Richa recebe grupo chinês que adquiriu terminal de contêineres - O governador Beto Richa recebeu nesta sexta-feira (22), no Palácio Iguaç...     22/09/2017   SEMANA MOVE DE PORTO ALEGRE - TODA VIDA - A ONG TODAVIDA, em parceria com outras instituições, está organizando a SEMANA MOVE DE PORTO AL...     22/09/2017   CCR AutoBAn realiza Campanha de Segurança para Pedestres em Jundiaí - Como parte da programação da Semana Nacional de Trânsito, a CCR Aut...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

18/05/2017

É urgente um novo Brasil

Editorial

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Entre as mil incertezas sobre o Brasil de hoje, uma certeza começa a abrir caminho: algo está morrendo definitivamente no mundo da política. E depois? Mais difícil é profetizar que novo Brasil nascerá de seus escombros.

Os responsáveis por analisar o que está acontecendo neste país continente, que já parecia ter chegado ao futuro e descobriu que estava andando para trás, deveriam convocar os especialistas em tendências para analisar o que começa a aflorar de novo.

Os analistas políticos e os intelectuais mais lúcidos já falam que é necessário dar vida a uma República nova, ou reinventar o país. É a confissão de que o que existe hoje, da concepção do Estado à forma de governá-lo, está esgotado.

Sem dúvida, já existem vários Brasis. O de uma geração de políticos, de todas as tendências, presentes em todos os partidos, que esgotou sua imaginação para reinventar a política que transformou em um negócio, e o da nova geração que não se conforma em continuar sofrendo sob os escombros e quer começar a construir algo novo.

Hoje ninguém é capaz de dizer se o novo que deverá nascer será melhor do que o que agoniza. E é difícil imaginar quem poderá ser o arquiteto do Brasil novo. O que é certo é que não parece existir a possibilidade de voltar atrás, ou de permanecer vegetando no velho sistema em crise.

A literatura mundial sempre proporcionou à humanidade frases que atravessaram os séculos pela força do seu simbolismo, e que continuam nos alimentando até hoje. A literatura bíblica também nos deixou algumas afirmações que permanecem atuais, como a resposta que o profeta judeu Jesusdeu a um daqueles que queriam segui-lo em sua aventura de reinventar o judaísmo e libertá-lo da sua carga farisaica. O jovem pediu ao Mestre, antes de segui-lo, para ir enterrar seu pai. Jesus respondeu: “Deixe que os mortos enterrem os mortos” (Mt.8.21ss).

Quando os tempos urgem e as circunstâncias históricas já nãose sustentam, não há tempo para compromissos, para esperar para ver se a tempestade passa, se a Lava Jato acaba, se as novas eleições absolverão os corruptos. São mortos-vivos.

É preciso deixar para trás o que não tem mais valor. Mortos são os que desejam se conformar com o status quo, os que preferem um compromisso para continuar em cena a qualquer preço. Vivos são os que sabem que os remendos não servem, os que compreenderam que “não se remenda uma roupa velha com um pano novo”.

Não é a política que está morrendo aqui e em metade do mundo, porque sem ela não há democracia e nos degolaríamos vivos. Seria como voltar para a floresta. O que está morrendo é uma maneira de governar de costas para a sociedade, pensando apenas em tirar proveito dos privilégios que o poder oferece.

Se os partidos e seus responsáveis não entendem isso e pensam que tudo pode continuar como estava com uma simples plástica para parecer novo, é melhor que percam suas ilusões. Nada de realmente novo poderá surgir sem um diálogo franco e aberto com a sociedade, com toda.

Uma sociedade que hoje está dividida e que também precisa deixar que os mortos enterrem os mortos. Para tanto, é urgente alguém que em vez de inflamar o fogo da discórdia, se mostre como pacificador.

Mais do que um Trump, criador de conflitos, o Brasil parece necessitar de um Mandela, que foi capaz de convencer seu país, dividido e confrontado entre brancos e negros, a abandonar a arma do ódio para empunhar a do diálogo e da persuasão capaz de criar uma nação nova.

Fonte: El Pais

 

Por El Pais

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

UM ESTADO MAIS COMPETITIVO

A desconfiança como fator limitador da competitividade no Brasil

Custo logístico no agronegócio derruba competitividade brasileira

Educação: a melhor alternativa para o desenvolvimento

Brasil na lanterna do crescimento

Multilog apresentou os diferenciais logísticos catarinenses para executivos alemães

Delegação Antes da Sucessão

Contorno de Pelotas tem último mutirão conciliatório para obras de duplicação

CCR AutoBAn apoia a 2ª AT Run, a corrida da Ateal

DetranRS estreia blitz volante em Mobilização Nacional da Operação Lei Seca nesta sexta

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística